“5º ano – Perseguindo e aprendendo com Flávio de Souza”

A proposta de leitura literária dos 5ºs anos durante o trimestre é a leitura compartilhada  – aquela em que alunos e professor lêem juntos um mesmo texto e apresentam suas ideias e impressões acerca do que foi lido.

A leitura feita pelo professor alcançará  o “horário nobre” em nossas  aulas  e  não será mais vista como uma atividade sem grande importância, que é realizada se sobrar um tempinho no final do dia. Nela o aluno fará comentários sobre o que leu ou ouviu, atribuindo assim, sentido ao texto. Ao ouvir um conto, notícia ou lenda, o aluno o interpreta com base em seus conhecimentos de mundo e de outros textos, do que sabe e conhece do gênero ou do autor, do que antecipou durante a leitura. Quando ouvir outras interpretações sobre o mesmo texto, ele passará a considerar diferentes pontos de vista e reverá os seus, modificando-os, ampliando-os ou reforçando-os. Aprenderá a considerar o que um colega compreendeu, que caminho percorreu para chegar àquela conclusão e localizará qual parte da leitura possibilitou sua análise, ajuda-o a buscar sentido, a entender melhor o conteúdo e a ampliar sua própria interpretação sobre aquele texto e sobre outras leituras.

Elegemos para iniciarmos nosso trabalho, o autor Flávio de Souza que também  é criador e roteirista de diversas séries de TV premiadas para o público infanto-juvenil, como “Castelo Rá-Tim-Bum” e “Mundo da Lua”. Foi roteirista e redator final do programa “TV Xuxa”.
Escreveu mais de 35 livros, quase todos publicados, alguns deles para o público jovem, como “Desenhos de Guerra e de Amor”, e outros para o público em geral, como “Vissi D´Arte”, a biografia da atriz Marília Pêra, dentre tantas outros.  .
Iniciaremos o “perseguindo o autor”  com o livro: “ Chapeuzinho Adormecida no País das Maravilhas”. De maneira super divertida, Flávio de Souza, com as ilustrações de Jótah, nos conta um novo conto de fadas, na qual a personagem principal é a Chapeuzinho Adormecida que, ao pegar o caminho do bosque para ir para a casa de sua avó, cai no País das Maravilhas.

Concluo citando uma frase muito relevante para o assunto:

É através de uma história que se pode descobrir outros lugares, outros tempos, outros jeitos de agir e de ser, outras regras, outra ética, outra ótica…É ficar sabendo história, filosofia, direito, política, sociologia, antropologia, etc. sem precisar saber o nome disso tudo e muito menos achar que tem cara de aula (ABRAMOVICH, 1997, p.17)

 

Professora Marisa Baiochi Mitestainer – 5º ano C

0

0 respostas

Deixe uma resposta


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.