Você sabia que o suco de repolho-roxo muda de cor quando em contato com algumas substâncias?

O repolho-roxo possui alguns pigmentos chamados antocianinas, substâncias que mudam de coloração quando em contato com diferentes meios.
Neste experimento, utilizamos o suco de repolho-roxo para verificar o caráter ácido ou básico de soluções aquosas, preparadas a partir da dissolução de materiais do cotidiano em água, como por exemplo detergente, suco de limão, água sanitária, bicarbonato de sódio, suco de laranja, leite, sabonete, vinagre.

 

Multiplicação Tabela Pitagórica

“Escolha sempre o caminho que pareça o melhor, mesmo que seja o mais difícil, o hábito brevemente o tornará fácil e agradável”. – Pitágoras

3° ano – Prô Marina

 

Rotação por Estações de Aprendizagem – 2° ano

Cada estação propõe uma atividade diferente e uma delas sempre propõe uma tecnologia digital. Divididos em pequenos grupos os alunos rodiziam entre elas gerenciando o seu próprio tempo. Há uma interação aluno e professor, trabalho colaborativo e de tecnologia, com isso temos maior participação, envolvimento e protagonismo dos nossos alunos.

Horta

As crianças observam, exploram e investigam com olhares curiosos a horta.
Colhem os elementos naturais que farão parte da próxima refeição realizada na cozinha da escola.

Como extrair o corante do Urucum? Como transformar em tinta natural?

O processo de extração e transformação em tinta natural é simples, o pigmento é extraído da parte externa das sementes.

Investigar, descobrir e experimentar – Infantil

“Little mouse”

“Depois de Rodas de leitura, Músicas, Brincadeiras, Artes e Culinária, os alunos do Infantil II, pensaram em diferentes formas de recontar a história do projeto “Little mouse”, agora, estão se empenhando em ilustrar, interpretar e construir o ambiente da história. Tem sido uma jornada inspiradora e envolvente para os pequenos!”

AUTORRETRATO – Mário Quintana

No retrato que me faço
– traço a traço –
às vezes me pinto nuvem,
às vezes me pinto árvore…

às vezes me pinto coisas
de que nem há mais lembrança…
ou coisas que não existem
mas que um dia existirão…
e, desta lida, em que busco
– pouco a pouco –
minha eterna semelhança,
no final, que restará?
Um desenho de criança…

Infantil I

Querer que os filhos estudem é uma vontade de 10 em 10 pais, não é mesmo?

Mas motivar os jovens e pequenos às vezes não é uma tarefa fácil.
Então, vamos tentar ajudar dividindo algumas dicas importantes para tornar essa tarefa mais fácil

Primeiro, antes de tudo, comunicação é a chave! Lembre-se sempre de buscar maior transparência na relação, afinidade entre os familiares, compartilhar frustrações e desejos e ter sempre espaços abertos para conversas!
Vamos lá!

Adote e demonstre uma atitude positiva!
A juventude é um período turbulento, então, é ideal demonstrar apoio e confiança através de encorajamento, crie o hábito de verbalizar como você acredita na capacidade dele!
Garanta um ambiente propício para os estudos!
É essencial que o jovem tenha o seu lugar seguro e tranquilo para se concentrar, por isso, avalie como é possível ter no lar um local tranquilo, silencioso, com boa iluminação.
Defina metas realistas e equilibradas
A falta de uma meta clara ou a definição de objetivos impossíveis também afeta bastante a motivação para estudar. Mas, é importante pensar na vida dos pequenos, evite criar metas como estudar 8 horas toda tarde, porque isso não é nada realista!
Reconheça o Esforço feito
Reconhecimento funciona bem, sendo muito positivo para o desenvolvimento do adolescente. Parabenize seu filho pelas conquistas (mesmo as bem pequenas) e comemore cada vitória em família.
R O T I N A!!
A adolescência é o momento em que, na maioria das famílias, a rotina vai por água abaixo. Puxe as rédeas e mantenha a ordem nos horários. Lembre-se: poucas horas de sono e a falta de nutrientes na alimentação podem fazer com que o funcionamento do cérebro seja afetado em funções essenciais, como a memória. Sabendo disso, ajude seu filho a se ajudar!
Ensinar é a melhor forma de aprender!
Essa é uma maneira muito produtiva de se colocar presente, disponível e até mesmo aberta para dividir ideias. O adolescente deve se colocar como aquele que tem todo o conhecimento, sendo essa mais uma entre muitas das técnicas para estudar.
Incentive atividades físicas!
É importante orientar que os filhos também tenham na rotina a prática de atividades físicas — seja natação, corrida, musculação ou mesmo aulas de dança. Porém, mais do que impor um tipo de atividade que faça sentido para os pais, o adolescente precisa encontrar aquilo que combine com a sua personalidade. Essa é também uma forma de motivar os estudos dos filhos.
Permita escolhas!
Essa é uma maneira muito positiva de demonstrar que existe uma relação de confiança. Também que há um olhar que pode ser muito útil para o futuro não imponha horários para os estudos. Da mesma forma, não é positivo indicar qual deve ser a rotina de estudo dos filhos adolescentes. É melhor sempre manter uma relação aberta e de diálogo para que ele consiga ver nos pais um pilar de confiança para uma tomada de decisão segura.
Entenda o que está acontecendo
Na realidade, é muito fácil dizer que seu filho adolescente não estuda porque é preguiçoso e só quer brincar. Mas será que algo mais está acontecendo e você nem sabe? Se coloque em posição de conversar e dialogar!

#paisefilhos #educacao #escola #escolainteracao #saudavel #adolescentes #aprendizado

 

Momentos de mudanças – Sentimentos e Metas

Estamos vivendo dias atípicos que jamais vamos esquecer e com isso voltar para a escola e a rotina, se tornaram um grande desafio para os alunos, então é muito importante saber como cada um se sente com o retorno para sala de aula presencial.
Na aula de Orientação Educacional, os alunos do 7° ano A, colocaram no mural da sala seus sentimentos e metas. A empatia também foi transmitida por meio de mensagens aos outros colegas da escola.

Pôr Marília – Orientação Escolar

Pigmentos

Extrair pigmentos para pintura da canetinha que já estava seca, realizar uma arte quarelada criando desenhos coloridos, foi proposta artística que o Infantil I Integral experimentou.