A hora e a vez do 9º ano….

Ser orientadora das turmas do 9º ano é uma das melhores tarefas que desenvolvo no Centro Educacional Interação. Mas este texto não é para relatar as delícias e dissabores do papel que desempenho, mas sim para colocar os holofotes na série mais esperada e de certa maneira temida por nossos queridos alunos adolescentes.

As expectativas são muitas, as ideias se confundem. Quando nossos alunos chegam na série final observo, ano após ano, que as primeiras e principais dúvidas são basicamente as mesmas. As angústias e melindres transitam na mesma esfera de incertezas…“Como será? Como viver tudo isso sem deixar nada passar?” E uma única certeza: “Somos o 9º ano, chegou a nossa vez!!”

Para garantir um ano de muito sucesso, o papel das orientadoras é ouvi-los, direcioná-los, de certa maneira acolher e em determinados momentos trazer perguntas que vão ajudá-los a trilhar o caminho com mais autonomia, segurança e reflexão. Sabemos e acreditamos que uma boa pergunta sempre valerá mais do que muitas péssimas respostas.

Nesta tarefa, ou melhor, missão divido orgulhosamente os planos e a ação com a querida professora Carol. Mas voltando ao foco, meu objetivo neste momento é relatar um pouco do que vemos e vivemos no ano da formatura.

A ansiedade é muito grande, tão grande quanto os planos da maioria. Mesmo aqueles que se calam, que fazem a linha discreta e reservada, traçam em seu consciente ou subconsciente, o percurso que planejam seguir para alcançar o tão esperado futuro #sucesso!

Mas como driblar os desafios de uma série pedagogicamente muito difícil, com tantos conteúdos, tantas matérias, tantos professores, tarefas, trabalhos e provas. Então recebem a resposta, que soa tão simples quando falada, tenham rotina de estudo, não levem dúvidas para casa, leiam muito, refaçam exercícios, frequentem os preparatórios, que aliás garantem um super intensivão de aprendizado de tudo aquilo que os professores ensinam e propõem incansavelmente em sala de aula; parece simples, mas de fato não é, e todos sabem os motivos.

De um lado todas as cobranças em relação ao aprendizado, de outro todas as delícias que acompanham a adolescência e que parecem ganhar força quando se está no último ano sendo a turma mais velha da escola. Certamente não podemos desconsiderar o maior atrativo de todos, as redes sociais, as tão sonhadas curtidas e a curiosidade sobre a vida alheia….que atire a primeira pedra quem nunca!!

Mas nosso foco no Interação é trabalhar rumo a soluções e não problemas. Então nosso perfil não é proibir, criticar e sim pensar sobre, buscar soluções, transformar o que pode ser um problema em uma forma de chegar ao desfecho de uma questão que a princípio parecia não ter solução.

Então, não vamos banir a internet e seus encantadores e viciantes recursos e ferramentas, mas vamos, junto com a turma buscar equilíbrio na utilização e porque não utilizá-la a serviço do aprendizado e do conhecimento?

Pois bem, a palavra de ordem é essa, equilíbrio, e com ela chegamos a muitas outras como bom senso, controle, foco e prioridades. E são essas prioridades que nossos alunos precisam descobrir, ou, já tendo descoberto, precisam então colocar como prática a ser seguida e respeitada.

Por isso, nossos alunos, ex-alunos e futuros alunos podem estar certos de que levarão do Interação muito além de conhecimento e das práticas pedagógicas, levarão um pouquinho de todos nós, equipe, professores, direção e funcionários, levarão valores, reflexões, levarão ferramentas para saber, fazer, buscar e aprender.

E para este ano o 9º ano será constantemente orientado sobre como ter o melhor de tudo isso: Estudo e curtição. Serão incentivados a buscar, esperar, realizar, pensar, fazer e não fazer. Mas é importante dizer que cada um é cada um, os caminhos são apontados, mas cabe a cada indivíduo sua escolha e as responsabilidades que as acompanham.

Então, formandos: curtam, aprendam, busquem, respeitem e saibam que a escolha é sempre de vocês, mas o apoio é todo nosso!

#orgulho desde já #saudades para sempre.

Professora, coordenadora Andreia

Abril 2014  

                                                                                                 

0 respostas

Deixe uma resposta


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.