Ciências: “ O Reino dos Fungos ” – Cultura de fungos e microscopia – 7º ano B e C

Você já ouviu falar em mofos ou bolores? Em certas condições eles ocorrem em paredes, na roupa, nos sapatos, no pão, nas frutas, etc. E em micoses? São causados por fungos. Frieiras, monilíase (“sapinho”) são exemplos de micoses.

Ao reino dos fungos pertencem todos os seres conhecidos por mofos, bolores, cogumelos e leveduras. São seres vivos sem clorofila e podem ser unicelulares ou pluricelulares. Não possuem um tecido verdadeiro e suas células apresentam parede celular de quitina. A área da ciência que estuda os fungos é a micologia.

Os fungos pluricelulares geralmente apresentam filamentos microscópicos chamados hifas. Elas se entrelaçam formando uma espécie de massa, que recebe o nome de micélio. No cogumelo-de-chapéu, o micélio apresenta “abas” onde se encontram inúmeras hifas férteis, produtoras de esporos.

Os fungos podem viver de temperaturas que variam de 60 °C a -10 °C. Como heterotróficos, necessitam de alimento preexistente para a sobrevivência. Desenvolvem-se bem em lugares úmidos, com pouca luz e com matéria orgânica que usam para se alimentar.

E para complementar nossos estudos sobre este interessante Reino, desenvolvemos em aulas práticas laboratoriais, cultura de fungos.  Após alguns dias que foram necessários para o aparecimento destes seres, observamos tanto a olho nu, como ao microscópio óptico. Desenhamos cada estrutura observada: As hifas, o micélio e os esporos (estruturas de reprodução).
O objetivo de complementar este estudo com a prática, não está apenas em aprimorar seus conhecimentos, mas também em estimular o espírito investigativo nos nossos alunos, o trabalho em equipe e o interesse nas ciências naturais.

Profª Célia Monteggia

 

0 respostas

Deixe uma resposta


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.