“Singin’ in the rain”

In this semester, the kids listened to and sang the song “Singin’ in the rain”, by Gene Kelly. The students developed many activities, always using their creativity and commitment. For example, after watching the music clip, the students created elements like an umbrella, a heart, the singer Gene Kelly, clouds, the sun, a storm and so on.

They also developed their favorite parts using playdough and, at the end, they rehearsed with their umbrella along with the activities.

Nesse semestre, as crianças tiveram como objetivo ouvir e cantar a música “Singin’ in the rain”, de Gene Kelly. Os alunos desenvolveram muitas atividades, usando sempre criatividade e empenho. Por exemplo, após assistir ao clipe da música, os alunos criaram elementos como: guarda chuva, coração, o cantor Gene Kelly, nuvem, Sol, trovão entre outros. Desenvolveram também sua parte preferida usando massinha de modelar e, no final, ensaiaram usando o guarda-chuva juntamente com as atividades criadas.

“Carrinho movido a bexiga – Aula de Possibilidades/Robótica”

Nosso primeiro projeto de iniciação tecnológica no 1o. ano foi um carrinho movido a bexiga. Apresentamos a proposta para a turma e um vídeo do passo a passo com todos materiais que utilizaríamos para fazer a montagem.
Depois de juntarmos tampinhas, canudos, papelão e palito de churrasco iniciamos a montagem do nosso experimento.
A turma se dedicou na decoração e desenho dos passageiros para seus carrinhos.
Durante o processo de montagem as crianças estavam empenhadas e muito curiosas em saber se aquela engenhoca funcionaria como planejado.
Enfim, o grande dia chegou! O dia de colocar nosso carrinho para correr, e junto com ele muitas dúvidas surgiram.
– Prô!! Meu carrinho não anda!!
– Minha bexiga não enche!
– Olha o meu como foi longe!
– Nossa que legal!! Como a bexiga consegue fazer o carrinho andar?
Diante de tantas dúvidas voltamos para a sala para tentar entender o que deu certo e o que deu errado no nosso projeto aprendendo assim alguns conceitos tecnológicos e científicos.
Nossos alunos se empenharam, fizeram descobertas e se divertiram com sua engenhoca feita de materiais reutilizáveis.

“Tintas naturais: Criatividade e Ciência!”

Aprender a fazer algumas tintas naturais, poder perceber que os elementos existentes na natureza não são utilizados somente como medicamentos ou para a alimentação, mas…. Que também podem ser transformados em tintas por exemplo, foi impressionante, curioso e divertido.
A beterraba, a cenoura, o espinafre e a água foram alguns dos elementos utilizados nesta experiência.
Mas, como fazer?
Nossos pesquisadores foram em busca de informações sobre este desafio: transformar os elementos naturais que tinham em tintas.
Após a produção das tintas, o próximo passo foi utilizá-las. As crianças adoraram a novidade!
Agora faça você também:
Bata a beterraba com água no liquidificador, esprema o líquido em um pano e depois coe. Repita o processo com a cenoura e espinafre.
Guarde as tintas em vidros e tampe bem.
Um abraço,
Professora Sueli – Infantil I

ROTEIRO DE ESTUDOS 3º, 4º e 5º ANO- P1 (prova 1) – 2º trimestre / 2017

Download do PDF 3º-ANO-ROTEIRO-ESTUDO-P1-2º-TRI.pdf (227KB)

Download do PDF 4º-ano-Roteiro-de-estudo-P1-2º-tri.pdf (115KB)

Download do PDF 5º-ANO-Roteiro-e-Orientação-de-Estudos-P1-2-tri-2017.pdf (189KB)

Arte no Plano Cartesiano, como assim?!.

Os alunos do 7º ano descobriram que com matemática também se faz Arte, utilizaram o Plano Cartesiano para ampliar uma figura através das coordenadas cartesianas. Receberam 85 coordenadas dos pontos e instruções para ligá-los por partes, sem saber antecipadamente, a figura que seria gerada. Alguns alunos fizeram a figura em tamanho original, com coordenadas sequenciais de números unitários e inteiros. Outros a instrução foi para dobrarem o tamanho da figura em relação às coordenadas apresentadas.
Impressionante… é Matemática… é divertido!
“No plano cartesiano, a arte se faz de acordo com as variáveis. ” – Márcia Medina

CALENDÁRIO E ROTEIROS DE PROVAS DO ENSINO FUNDAMENTAL II JUNHO – 1ª PROVA – 2º TRIMESTRE – 2017

Download do PDF CALENDÁRIO-DE-PROVAS-DO-FII-junho-2º-TRIMESTRE-2017.pdf (62KB)

Download do PDF 6º-ANO-A_B-ROTEIRO-P1-2º-TRIMESTRE-2017-JUNHO.pdf (203KB)

Download do PDF 6º-ANO-C-ROTEIRO-P1-2º-TRIMESTRE-2017-JUNHO.pdf (205KB)

Download do PDF 7º-ANO-A-e-B-ROTEIRO-P1-º-TRIMESTRE-2017-JUNHO.pdf (140KB)

Download do PDF 7º-ANO-C-ROTEIRO-P1-º-TRIMESTRE-2017-JUNHO.pdf (143KB)

Download do PDF 8º-ANO-A_B-ROTEIRO-P1-2º-TRIMESTRE-2017-JUNHO.pdf (38KB)

Download do PDF 8º-ANO-C-ROTEIRO-P1-2º-TRIMESTRE-2017-JUNHO.pdf (38KB)

Download do PDF 9º-ANO-A-ROTEIRO-P1-2º-TRIMESTRE-2017-JUNHO.pdf (209KB)

Download do PDF 9º-ANO-B-ROTEIRO-P1-2º-TRIMESTRE-2017-JUNHO.pdf (143KB)

 

“Coração de Boi?!”

As teorias científicas são por vezes complexas, e a necessidade da experimentação para a compreensão desses conceitos se faz muito importante.
A prática em laboratório de Ciências, propôs explorar um coração de boi, onde as estruturas anatômicas se assemelham ao coração humano.
Os alunos se manifestaram muito entusiasmados, reforçaram os conceitos e conhecimentos adquiridos nas aulas teóricas, podendo visualizar e manusear cada parte importante desse órgão vital, sentindo a textura dos tecidos, a coloração, as cavidades, os vasos, enfim todo o órgão.
As anotações e observações, deram origem a elaboração de relatório realizado pelos alunos.
Certamente esse conteúdo não será esquecido facilmente. Vivenciar a aprendizagem é um grande prazer!

Profª Célia Monteggia – Ciências

Hand Fidget Spinner – O brinquedo que virou febre entre crianças e adolescentes

De vez em quando surge um brinquedo ou uma brincadeira que logo vira febre entre crianças, adolescentes e até adultos. A mola maluca, ioiô, tamagotchi ( bichinho virtual ) já fizeram história.

Recentemente foi a vez do fenômeno Pokemon Go. O eletrônico fez a cabeça de jovens e adultos do mundo inteiro de um dia para o outro. Foi alvo de muitas críticas e logo perdeu força, devido a  inúmeros acidentes provocados pelo jogo.

Agora, chegou a vez do Spinner (ou fidget spinner). Seu filho já sabe do que se trata e provavelmente se ainda não pediu um logo pedirá. O brinquedo de três pontas arredondadas de plástico ou metal, com modelos coloridos e alguns até luminosos. Foi desenvolvido nos Estados Unidos durante os anos 90 para ajudar no tratamento de pacientes com autismo e com déficit de atenção, mas até então nada comprova a sua eficiência. Vinte anos depois é patenteado pela indústria de brinquedos e ganhou força gigantesca com a divulgação na internet e redes sociais no mundo todo. É um brinquedo de fácil acesso pelo preço baixo e variedade de locais de compra.

Enfim, o que eles fazem? Nada mais do que girar, girar e girar entre os dedos, conforme é pressionado.Resultado de imagem para Hand Fidget Spinner

Algumas pessoas acreditam que este brinquedinho pode ter um fundo terapêutico contra o estresse e ajuda no tratamento do déficit de atenção. Em entrevista ao El País, a psiquiatra infantil Beatriz Martinez, disse que não é bem assim. “No momento, vender um spinner como um remédio para transtornos de déficit de atenção é uma fraude. É preciso pesquisar muito mais. É muito preocupante a tendência da sociedade de vender qualquer coisa como terapêutica sem evidências científicas”, afirmou a especialista.

Pensando em sala de aula, segundo pesquisas recentes, professores argumentam que o brinquedo, ao invés de melhorar a concentração dos estudantes, atrapalha, pois eles ficam preocupados em saber quanto tempo o dispositivo ficará girando entre os dedos e não prestam atenção no que a professora está explicando. Portanto, acreditamos que trazer o brinquedo para a escola contribui de forma negativa para o seu desenvolvimento escolar, gerando conflitos.

Diante da situação, informamos que é proibido o uso do brinquedo na escola e contamos com a parceria das famílias neste processo.

Os pais devem estar sempre atentos em casa! Se for permitir que seu filho brinque com o spinner, fique de olho: monitore a brincadeira para que não se torne um vício e faça combinados  para que saibam o momento correto de brincar.

 

                                                                                                         Orientação Educacional

Festa Junina – 2017

Comic Books Project – 1º ano

No projeto comic books, das aulas de inglês da grade curricular, os alunos expandiram seu vocabulário através de um recurso interessante para a faixa etária: as histórias em quadrinhos. A professora leu diversas histórias em quadrinhos em inglês e destacou como os personagens falam e são descritos. Como produto final os pequenos
participaram de um sessão de fotos, em que passaram a ser os personagens do comic book e utilizaram o vocabulário adquirido das história para descrever a si mesmos em inglês!